Corra! Esquive! Pule! com Retro Runners

1239614_726074764076210_802183363_n

Retro Runner podemos dizer que é um dos games brasileiros de mais sucesso na BlackBerry World, descoberta do Tech Center São Paulo. O game com seu estilo 8-bits  desenvolvido em Unity foi destaque internacional. Hoje o game está disponível para q10, z10 e z30.

Agora vamos conhecer um pouco sobre a CountrySide produtora do game

1. Qual o seu nome? (ou quais os seus nomes?) E qual seu(s) perfil(is) no Twitter?
Arthur Ciappina e Marcelo Barce. Não utilizamos o Twitter.

2. Qual o nome do seu app? Qual o endereço do app na BlackBerry World? Para qual plataforma ele está disponível?

Retro Runners, disponível para BlackBerry, Android, iOS e Windows Phone.
O endereço na Blackberry World é: http://appworld.blackberry.com/webstore/content/40718890/

3. Qual tecnologia você utilizou para desenvolver seu(s) app(s)?

Unity 3D

png-5

4. Nos conte sobre o(s) seu(s) app(s), o que ele(s) faz(em)? Qual é o seu público-alvo? Como você definiu os requisitos e funcionalidades?

Retro Runners é um jogo de corrida infinita 3D com aspecto retrô (baseado nas gerações 8 e 16 bits). O jogo era apenas um exercício, pois eu (Marcelo) não sabia programar e o Arthur não tinha experiência com 3D. Mas depois de ver que o jogo estava dando certo, nós decidimos levá-lo até o fim e comercializá-lo. Como nós já trabalhamos e estudamos neste ramo, nós sabíamos coisas que deveriam ser incluídas no jogo para ele ter uma boa aceitação no mercado.

Além de que, o fato de os jogos de corrida infinita estarem em alta no mercado mobile somado ao fato de jogos com visual “retrô” também estarem em alta (principalmente após o fenômeno Minecraft), nos dava a certeza de que o jogo tinha potencial para atingir um público amplo.

png-3

5. O que fez você(s) escolher(em) a plataforma BlackBerry?


Retro Runners é o nosso primeiro jogo, e o BlackBerry nos mostrou ser uma boa plataforma porque além de ter apenas aparelhos com hardware bom, possui uma loja de aplicativos muito mais limpa do que a dos concorrentes e que nos daria o merecido destaque.

Além disso, os programas de incentivo, foram boas oportunidades para entrarmos nesse mercado, visto que estando em nosso primeiro projeto, não tínhamos condição de adquirir tais ferramentas.

6. Qual foi a sua experiência em utilizar o SDK da BlackBerry? Você(s) recomendaria(m) para outros desenvolvedores? Por que?

Não utilizamos o SDK do BlackBerry. Mas posso dizer que desenvolver para BlackBerry no Unity foi tão simples quanto as outras plataformas, então, não vejo motivos para um desenvolvedor não lançar um jogo para BlackBerry.

7. Em quanto tempo você desenvolveu o(s) aplicativo(s), desde o momento da ideia até a publicação na BlackBerry World? Quais foram as principais fases?

Foram 3 meses, nos quais aprendi a programar e desenvolvi ao mesmo tempo.
A idéia inicial era apenas “fazer uma corrida infinita”, então, eu diria que as fases mais importantes, foram as fases em que eu adicionei novos elementos de game design, como por exemplo os itens especiais, o cenário e level design dinâmico (que muda de acordo com o progresso do jogador), os achievements.

Além é claro, do momento em que eu descobri que era melhor programar o jogo em C#, isso ocorreu bem no meio desses 3 meses de projeto, e eu converti o jogo inteiro de JavaScript para C#. Numa empresa consolidada, essa linha de trabalho seria um fracasso e daria prejuízos, mas no nosso caso, como o projeto era acima de tudo um processo de aprendizado, os 3 meses de desenvolvimento foram muito enriquecedores.

8. Quais foram os principais desafios durante o desenvolvimento? E quais as principais soluções? Algum sucesso marcante? Algum fracasso? Lições aprendidas? Quais?

Uma coisa que sempre achei, é que no mercado de games, falta muito respeito e suporte ao consumidor, e esta era uma das coisas que eu tinha como prioridade nos meus princípios. Então, desde o lançamento, sempre respondemos e-mails, aceitamos sugestões e solucionamos todos os problemas reportados, isso nos rendeu MUITAS críticas positivas e em pouco tempo nós já encontrávamos pessoas dizendo por aí: “Os desenvolvedores são muito atenciosos”.

É difícil citar todas as lições aprendidas porque o processo todo, do início do desenvolvimento ao final, foi uma grande lição, mas uma coisa que nós não imaginávamos e que aprendemos após lançar o jogo, diz respeito a localização(tradução) do jogo. Nós utilizamos muito texto, e isso, além de tomar muito espaço na interface, requer mais trabalho de tradução. Traduzir por si só não é o problema, o problema é que, ao traduzir, textos mudam de tamanho, e isso afeta todo o layout.

Foi aí que nós entendemos, porque os grandes sucessos mobile, como Angry Birds, optaram por colocar um símbolo de Play ao invés de colocar um texto “Play”, isso facilita muito. Esses símbolos (como o Play/Pause) são uma linguagem global compreensível em qualquer lugar do mundo, e devem ser usadas quando se quer atingir um público sem fronteiras.

9. Algum fato interessante que você(s) gostaria(m) de compartilhar com os desenvolvedores que estão lendo este post?

Nós não acreditávamos tanto no potencial de jogos mobile com suporte a gamepad, mas depois que implementamos o suporte a gamepad no BlackBerry, vimos que era REALMENTE bacana jogar com um controle, além de ser uma ótima alternativa para pessoas que não gostam de controles touchscreen. A implementação é simples e inclusive publiquei um tutorial a respeito em meu site pessoal.

10. O que você(s) acha(m) do suporte da BlackBerrry aos desenvolvedores?

Se por um lado a documentação BlackBerry referente a Unity ainda carece de muita informação, por outro lado, o pessoal do suporte está sempre disponível e disposto a ajudar.

11. Quais são os seus planos para atualizações do(s) seu(s) aplicativo(s)?

Ainda queremos implementar integração social na versão Blackberry do Retro Runners, mas isso só será possível após lançarmos mais um jogo, pois como somos apenas 2 pessoas, cada dia utilizado para fazer update é um dia a menos na produção do jogo novo, e nós já excedemos a nossa “cota” de updates atual. Quando publicarmos o novo jogo, certamente haverão mais updates do Retro Runners.

12. Alguma mensagem para outros desenvolvedores que estão considerando criar aplicativos para a plataforma BlackBerry 10?

Aproveite esta oportunidade para crescer no mercado mobile, pois as plataformas que dominam o mercado atualmente não oferecem oportunidades tão boas de destaque, nem o mesmo incentivo aos desenvolvedores. Os aparelhos BlackBerry são bons e com certeza também não te darão dores de cabeça no que diz respeito a desempenho.

O Retro Runners foi por duas vezes destaque do site BlackBerry foi por muito tempo top5 da categoria retro da BlackBerry World. O Review do CrackBerry você confere aqui:

25 Days of Gifts – Décimo dia: PAC-MAN

A BlackBerry está com uma promoção de natal em sua loja, durante o mês de dezembro do dia 01 ao dia 25 a loja trará um presente por dia, e seu presente será um dos apps ou games top downloads da loja totalmente free. Então visite diariamente a loja e aproveite essa temporada.

Hoje dia 10 de dezembro temos um clássico: PAC-MAN, o game que fez parte da infância de muita gente um clássico do Atari que fez muita gente jogar até quebrar o controle em formato de manche, para os gamers novatos pode ser apenas uma lenda. Agora em sua versão mobile adaptada para touch mantém os seus sons e gráficos clássicos. Continua sendo um game obrigatório para todas as idades, atualmente licenciado pela Bandai o game normalmente custa $3,99 dólares hoje está totalmente free.

http://appworld.blackberry.com/webstore/content/40718889/?lang=pt_br&countrycode=BR

png-2

png

Para ter acesso a promo o usuário precisa acessar o game via device. Não perca essa oportunidade e boa jogatina.

Conheça o mega desafio de embaixadinhas o Game Tricky Shot

banner_trickyshot

Hoje vamos conhecer um pouco mais sobre o game Tricky Shot, game nacional desenvolvido pela Dream Apps Lab que foi destaque no portal CrackBerry.com.

1. Qual o seu nome? (ou quais os seus nomes?) E qual seu(s) perfil(is) no Twitter?

Gustavo Reder Cazangi, Software Engineer do Venturus Centro de Inovação Tecnológica, @_gustav0

Rafael Gava de Oliveira, Software Engineer do Venturus Centro de Inovação Tecnológica.

2. Qual o nome do seu app? (ou quais os nomes dos seus apps?) Qual o endereço do app na BlackBerry World? Para qual plataforma ele está disponível?

Tricky Shot: http://appworld.blackberry.com/webstore/content/38636896/?countrycode=BR&lang=en (disponível para Z10 e Z30).

screenshot_1

3. Qual tecnologia você utilizou para desenvolver seu(s) app(s)?

Nosso game foi feito em cima da engine Unity 3D. Todo a lógica do game é feita em C#, os modelos e assets gráficos foram produzidos por designers da nossa empresa.

 

4. Nos conte sobre o(s) seu(s) app(s), o que ele(s) faz(em)? Qual é o seu público-alvo? Como você definiu os requisitos e funcionalidades?

O game brasileiro Tricky Shot traz a brincadeira de futebol de rua para jogos móbile. Voltado para os amantes do futebol e dos games móbile, o game é uma lembrança de nossas infâncias, retratando as brincadeiras de rua Bola ao Pneu e já bateu a marca de 500 mil downloads.

O objetivo do game é acertar a bola e alvos pré-definidos como garrafas, quadros, balões, entre outros. São mais de 50 fases e, além de acertar os alvos, você deve desviar de obstáculos para atingir os objetivos. Os gráficos são em 3D e a trilha sonora é bem característico do nosso país.

5. O que fez você(s) escolher(em) a plataforma BlackBerry?

– Fomos incentivados pelo pessoal da BlackBerry durante o Unite Brasil 2013 em São Paulo. Não conhecíamos a possibilidade portar o game para esta plataforma e ficamos muito satisfeitos em poder levar o nosso game até os usuários de celulares BlackBerry.

 screenshot_2

6. Qual foi a sua experiência em utilizar o SDK da BlackBerry? Você(s) recomendaria(m) para outros desenvolvedores? Por que?

O apoio do pessoal da BlackBerry durante o Unite 2013 foi fantástico! Em menos de 2 horas conseguimos levar nosso game para esta o BlackBerry 10. O trabalho com o SDK foi simple e grande parte ficou por conta do Unity. Os resultados que estamos tendo na AppWorld são surpreendentes! Se você já tem um game e quer explorar um novo mercado, sem dúvida esta é uma ótima oportunidade.

7. Em quanto tempo você desenvolveu o(s) aplicativo(s), desde o momento da ideia até a publicação na BlackBerry World? Quais foram as principais fases?

O tempo desenvolvimento do game, desde sua concepção até a publicação inicial nas lojas foi de aproximadamente 4 meses. A ideia surgiu em reuniões e conversas entre os desenvolvedores do time e visava levar um novo estilo de jogo de futebol para o mercado. O game foi produzido e distribuído como “indie” sem verba para marketing e de graça, mesmo assim já ultrapassamos a marca de meio milhão de downloads.

8.  Quais foram os principais desafios durante o desenvolvimento? E quais as principais soluções? Algum sucesso marcante? Algum fracasso? Lições aprendidas? Quais?

O desenvolvimento foi feito sob demanda, já que não havia requisitos formais bem definidos e fomos ajustando a ideia para que o game ganhasse em jogabilidade e se diferenciasse dos demais jogos de futebol no mercado. Os principais desafios envolveram a física da bola e do chute, além da definição e criação de elementos e desafios/objetivos para cada uma da fases. Aprendemos muito durante o desenvolvimento, especialmente na parte gráfica do game, que nos tomou um bom tempo até adquirir esse aspecto caseiro e confortável para o jogador. Mesmo depois do lançamento, continuamos otimizando nossa implementação e conseguimos reduzir o tamanho do game para o usuário final, além de reduzir drasticamente o consumo de memória.

9. Algum fato interessante que você(s) gostaria(m) de compartilhar com os desenvolvedores que estão lendo este post?

Nosso game surgiu de conversas informais e de muito, mas muito esforço por parte dos desenvolvedores. Se você tem um projeto criativo e promissor mas que passa por dificuldades e tem difícil aceitação, não desista! Publique seu game ou app, continue trabalhando duro e escute o feedback dos seus usuários, essa é a melhor receita para colocar o seu produto na trilha do sucesso. 

10. O que você(s) acha(m) do suporte da BlackBerrry aos desenvolvedores?

Excelente, o pessoal mesmo estando a distância (eles em São Paulo e nós em Campinas), nos auxilia com frequência e até mesmo oferece dispositivos para teste e aprimoramento.

11. Quais são os seus planos para atualizações do(s) seu(s) aplicativo(s)?

O resultado foi tão bom que pretendemos levar o game para outros devices da BlackBerry, além de adicionar suporte a In-App purchase e outras funcionalidades ao game.

12. Alguma mensagem para outros desenvolvedores que estão considerando criar aplicativos para a plataforma BlackBerry 10?

Aproveite o momento! Este mercado ainda está aberto a novos desenvolvedores com bons apps e games! É a chance de se posicionar bem em uma fatia do mercado móbile!

Vaga desenvolvedor mobile

A Mobmidia está contratando desenvolvedores para mobile.
Preferencialmente alguém que já tenha experiência com desenvolvimento para iPhone ou Android.

Quem tiver interesse, me manda um email contando sua experiência na área e com seu currículo.

vitor.maciel@mobmidia.com

Mais informações sobre a empresa:
http://www.mobmidia.com

A Playlore Gameworks procura um programador

para trabalhar com desenvolvimento de jogos.

Requisitos:
– C / C++
– OpenGL
– DirectX
– Visual Studio
– Gostar de jogos

Diferenciais:
– Torque 3D
– Unity
– Unreal
– Conhecimento em inglês

Quem se interessar, mandar currículo para: joao.pascoal@playlore.com

Mais oportunidades – Games – Recife

Essa semana surgiu muitas oportunidades na área de TI aqui em recife, pode ser indício do aquecimento do mercado novamente, mas na área de tecnologia não vi nenhuma demissão relativa a crise ecônomica, por conta de ser um setor que sempre está crescendo e sempre carente de mão de obra, aquela velha história sempre tem vaga pra que é bom no mercado. O que foi visto foi um estacionamento nas ofertas de emprego, mas pelo visto melhoram, então fica ai mais dicas de oportunidades:

Vagas para Manifesto empresa de games aqui de recife.

Game Developer

Necessários:

  • Experiência profissional utilizando C++, Java ou C#
  • Experiência em pelo menos uma linguagem de script: Python, Lua ou Torque Script
  • Experiência com a utilização de bibliotecas para leitura e escrita de arquivos XML
  • Conhecimento dos conceitos de jogos 2D (sprite, animação, etc)

Desejados:

  • Conhecimento de alguma das APIs: Pocap Sexy’s Framework, Torque Game Engine, Torque X, Playground SDK
  • Familiaridade com jogos casuais (Zuma, Plants Vs Zombies, My Tribe, Bejeweled, Farm Frenzy, entre outros)
  • Gostar de Jogos 😀

Server Developer

Necessários:

  • Experiência com Java Server Side (J2EE)
  • Conhecimento das ferramentas Hibernate, JUnit, Ant.
  • Experiência com a utilização do banco de dados MySQL

Desejados:

  • Conhecimento de UML
  • Otimização de banco de dados
  • Conhecimento dos conceitos de estatística (média, desvio padrão, distribuição normal)
  • Conhecimento de técnicas de mineração de dados
  • Experiência com a criação de SOAP ou RESTful Web Services
  • Experiência com testes unitários
  • Gostar de Jogos 😀

Tools Developer

Necessários:

  • Experiência profissional utilizando Java ou C#
  • Experiência com a utilização de bibliotecas para leitura e escrita de arquivos XML

Desejados:

  • Experiência com programação de agentes
  • Experiência com a criação de add-ons para Photoshop, Blender, 3DS Max e/ou outras ferramentas de design.
  • Conhecimento da ferramenta SVN (servidor)
  • Gostar de Jogos 😀

Assistente Financeiro

Necessários:

  • Cursando Administração de Empresas ou Ciências Contábeis a partir do 6 período.
  • Experiência nas atividades de finanças (contas a pagar, contas a receber, fechamentos, relatórios, faturamento, etc.)
  • Conhecimentos de internet e pacote MS Office.

Desejados:

  • Conhecimento das atividades relativas ao departamento de pessoal (administração e controle das movimentações de pessoal)
  • Gostar de Jogos 😀